Comunicar Mais      
Pola Ribeiro é o novo diretor de Conteúdos da TêmDendê e inaugura fase de expansão em co-produções nacionaisCultura / Lazer    Imprimir

13/09/2016 21:00
Pola Ribeiro é o novo diretor de Conteúdos da TêmDendê e inaugura fase de expansão em co-produções nacionais
Produtora aposta em conteúdo regional, mas com um viés e endereçamento nacional

Lucas Figueiredo 1 comentrio          

Cineasta e ex- secretário do Audiovisual (SAV) do Ministério da Cultura, Pola Ribeiro passa a integrar a equipe da TêmDendê produções, dividindo com Vânia Lima a direção de conteúdos da casa de conteúdo. “É um desafio incrível. Um trabalho novo não só para mim, mas para o mercado, e vou trabalhar meu conhecimento e capacidade de avaliação e compreensão para consolidar esta rede, articulando co-produções, projetos e profissionais. O desafio é impulsionar o audiovisual de forma pioneira”, explica.

O Brasil ocupa hoje o 12º Lugar na lista das maiores economias do setor audiovisual, mas para os executivos do setor falta uma visão de negócio. “Nossa proposta é realizar um trabalho nacional, pautado no DNA da TêmDendê mas com bastante espaço de diálogo com quem realiza, somando experiências, e para nós é muito gratificante contar com Pola nesse novo desafio, por tudo o que ele representa no cenário audiovisual e pela perspectiva de termos ainda mais foco na relação com realizadores e projetos”, afirma Vânia Lima, Diretora da empresa.

 

No projeto de expansão, a produtora segue apostando no conteúdo regional, mas com um viés e endereçamento nacional, criando uma rede de profissionais e produtoras nos diferentes estados da região nordeste e Sul do Brasil. “São esses olhares locais que vão nos auxiliar na construção e execução dos projetos”, avalia Pola Ribeiro.
 

Embora siga investindo em produções e conteúdos para as TVs fechadas, a Rede de Produção montada com a partir da nova articulação e estratégia vai apostar em um alvo bem específico: a televisão aberta. “Além de aquecer o mercado e a produção regional, nosso principal desafio é desenvolver projetos que comuniquem com as produções atuais das emissoras, e ao mesmo tempo apresentem novos olhares”, conclui Vânia Lima. 



Notcias Relacionadas

  • Produtora baiana participa do Rio Creative Conference

  • Audiovisual: Conne e Ancine debatem propostas do FSA 2.0

  • Produtoras realizam chamada para novos talentos no campo audiovisual

  • NordesteLAB: TêmDendê Produções aprova cinco projetos para a rodada de negócios do evento

  • Produtora baiana é a única da região Nordeste com edital aprovado pela Ancine


  • ComentriosComentar Notcia
    IRjEJr7A
    01/03/2017 00:13
    I am often to blogging and i really appreciate your content. The article has really peaks my interest. I am going to bookmark your site and keep checking for new inrtomafion.
    PUBLICIDADE






    PUBLICIDADE