Resíduos de óleo vegetal coletados na Ufba vão servir à produção de biodieselCiência & Tecnologia    Imprimir

07/10/2016 12:00
Resíduos de óleo vegetal coletados na Ufba vão servir à produção de biodiesel
Projeto da universidade visa preservação do meio ambiente com serviço à comunidade acadêmica e população em geral

Redação CM (*) 1 comentrio          

O primeiro ponto de recebimento de resíduos de óleo vegetal já está funcionando na Escola Politécnica da Universidade Federal da Bahia (Ufba), no campus da Federação, em Salvador.  A inauguração aconteceu após a mesa redonda, “Descarte de Óleo Vegetal Residual de Fritura – Problemática, Desafios e Oportunidades”, realizada na semana passada, numa parceria entre o Projeto Biodiesel Ufba e a Coordenação de Meio Ambiente da Superintendência de Infraestrura e Meio Ambiente Coordenação da Universidade (CMA/Sumai), no Auditório Leopoldo Amaral da Escola Politécnica.

De acordo com o coordenador de meio ambiente, professor Antonio Lobo, serão instalados mais seis pontos de coleta de resíduos, em vários locais dos campi da Universidade, que estarão aptos a receber doações da comunidade acadêmica e da cidade de Salvador, oferecendo uma alternativa para o descarte correto do material.

O projeto que visa a preservação do meio ambiente, também é uma prestação de serviço à comunidade acadêmica e à população soteropolitana, e destinará toda coleta dos resíduos de óleo de fritura para reciclagem e transformação em biodiesel com a meta de produzir biocombustível e utilizar nos veículos da própria Universidade.

A atividade, que reuniu especialistas do Programa de Reciclagem de Óleo Vegetal Residual da Ufba – Prover, debateu a importância do descarte ambientalmente adequado do óleo proveniente da fritura, mostrando as iniciativas da Universidade no combate à poluição, mediante o reaproveitamento desse resíduo poluente a fim de transformá-lo em biocombustível.

Brevemente, mais seis pontos de recepção de resíduos de óleo vegetal estarão funcionando nos seguintes locais:

1- Superintendência de Meio Ambiente e Infraestrutura, no campus de Ondina.

2- Nas proximidades da Reitoria, no campus do Canela

3- Restaurante Universitário, na Praça das Artes, em Ondina

4- Campus de São Lázaro

5- Nas proximidades da Escola de Administração e Faculdade de Educação, no Vale do Canela

6- Entre o Instituto de Ciências da Saúde e o anexo da Faculdade de Medicina, no Vale do Canela.

(*) Notícia publicada originalmente pelo UFBA em pauta



Notcias Relacionadas

  • Podas irregulares de árvores podem gerar multas de até R$ 50 mil

  • Queima de lixo em áreas urbanas é crime ambiental

  • Ministério do Meio Ambiente libera R$ 730 mil para recuperação de nascentes na Bahia

  • Grupo da Ufba representará o Brasil em competição de corte simulada em Direito Ambiental

  • Aplicativo registra atropelamento de animais nas estradas

  • OAB Bahia discute proibição da vaquejada pelo STF

  • Brasil terá santuário de elefantes na Chapada dos Guimarães

  • O peso da pecuária para os gases-estufa

  • Britânicos reduzem em 85% uso de sacos plásticos

  • Delegacia de Proteção aos Animais, já!

  • Banho de mar: Inema aponta 11 praias impróprias para banho em Salvador e região metropolitana

  • Inema e PM apreendem madeira não licenciada em Muquém do São Francisco

  • Obra no Corredor da Vitória é embargada para evitar dano ambiental


  • ComentriosComentar Notcia
    PRZkrH6qb7kW
    01/03/2017 05:33
    You Sir/Madam are the enemy of confusion evyhwerere!
    PUBLICIDADE




    PUBLICIDADE