Brasília: Ana Rita Tavares representa proteção animal da Bahia em Audiência PúblicaPolítica    Imprimir

25/10/2016 16:01
Brasília: Ana Rita Tavares representa proteção animal da Bahia em Audiência Pública
Supremo declarou que prática comum no Nordeste do Brasil é inconstitucional

Redação CM 2 comentrios          

A vereadora e ativista dos direitos dos animais, Ana Rita Tavares (PMB), participa, nesta terça-feira (25) em Brasília de uma série de compromissos que têm como pauta principal a recente decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) ao declarar a vaquejada inconstitucional.
 
A decisão do STF tomou como base o parecer médico-veterinário emitido pela professora Drª. Irvênia Luiza de Santis Prada e pela Drª. Vania Plaza Nunes, ambas da Associação Brasileira de Medicina Veterinária Legal (ABMVL). A medida mobilizou todo o Nordeste do Brasil, concentrando em Brasília, vozes contra e a favor da prática, que tem  como objetivo derrubar o boi puxando o animal pelo rabo. 
Até então, 310 caminhões levando cavalos e apoiadores da vaquejada estão acampados no Parque do Leão, na Capital Federal. O grupo pede a regulamentação da prática.

O deputado Ricardo Izar (PP-SP), presidente da Frente Parlamentar do Congresso Nacional em Defesa dos Direitos dos Animais, esteve ontem (24) na Secretaria de Agricultura da cidade. Izar solicitou ao secretário que fosse feita vistoria dos veículos. Após a fiscalização, um veículo foi detido por falta de GTA, protocolo obrigatório para o transposte dos animais.  

Ao chegar à Câmara dos Deputados, Ana Rita se reuniu com Izar; com a presidente da Rede de Mobilização pela Causa Animal de Lauro de Freitas (Remca), Graça Paixão, e o presidente da União das Entidades Protetoras de Animais da Bahia (Unimais) Carlos Ferrer, durante a sessão da Comissão de Meio Ambiente. Às 14h, foi realizada uma audiência pública sobre a vaquejada na comissão de esportes. "Depois que o Supremo decide pela inconstitucionalidade da vaquejada, os que lucram às custas da exploração dos animais buscam afrontar a última palavra da mais Alta Corte de Justiça do país. Vaquejada é sofrimento e agressão aos animais!", exclama Ana Rita.



Ana Rita viajou na segunda-feira à tarde, depois de participar da gravação do programa Espaço Livre, da TV Assembleia. Na ocasião, a parlamentar debateu o tema com o deputado Estadual, Eduardo Salles, e o promotor de Justiça do Meio Ambiente, Heron Santana. O programa, apresentado pela jornalista Aureni de Almeida, vai ao ar nesta quinta-feira (27), às 17h, com reprises durante a programação da TV Assembleia, transmitida via Internet e em sinal fechado, através do canal 16, da SIM TV.

Audiência pretende esclarecer dúvidas sobre decisão do STF
 
Advogada por formação e auditora jurídica do Estado da Bahia, Ana Rita Tavares faz um alerta aos prefeitos de cidades do interior que pretendem realizar vaquejadas em seus municípios. A vereadora irá promover um debate para esclarecer quais os efeitos práticos da decisão tomada pelo STF, suas causas e efeitos, punições e inconstitucionalidades cometidas, tanto por organizadores do evento, quanto gestores públicos.
 
Segundo Ana Rita, serão reunidos representantes de 72 ONGs de proteção animal, que integram a União de Entidades Protetoras dos Animais da Bahia (Unimais), criada por ela em 2011, antes mesmo de se tornar vereadora. "O objetivo é fazer um grande evento para fortalecer o nosso movimento de combate à realização de vaquejadas, alertando também os prefeitos para as consequências jurídicas que advirão para eles caso apóiem e fomentem essa coisa primitiva proibida pelo STF", alerta.


Notcias Relacionadas

  • Emenda constitucional que autoriza vaquejadas é promulgada pelo Congresso

  • STF nega pedido de liminar do deputado Ricardo Izar para barrar PEC da vaquejada

  • Ato nacional contra a vaquejada mobiliza protetores de animais em Salvador

  • Rede Record aborda polêmica das vaquejadas na madrugada desta sexta

  • Fórum da Proteção Animal da Bahia discute proibição da vaquejada

  • OAB Bahia discute proibição da vaquejada pelo STF

  • Polêmica da proibição da vaquejada é debatida na TV Assembleia

  • Vereadora de Salvador classifica vaquejada como "circo de horrores" e elogia STF ao proibir prática

  • Supremo Tribunal Federal considera vaquejada ilegal


  • ComentriosComentar Notcia
    J8rhH3qdg
    01/03/2017 02:02
    I just went through a divorce (June) and I must say that right now...I am enjoying my time alone. The time I have in between my daughters going to bed and me finally winding down for the evening is ineacsribabld!Thenk you for sharing your story. Visiting from SITS.
    Lenise navarro
    25/10/2016 19:07
    A Bahia está muito bem representada por nossos verdadeiros protetores. Ana Rita Tavares mostra mais uma vez que ela sim é a verdadeira proterora. Respeitada por todos os protetores do Brasil.
    PUBLICIDADE




    PUBLICIDADE