Comunicar Mais      
Obra no Corredor da Vitória é embargada para evitar dano ambientalGrande Salvador    Imprimir

24/11/2015 00:00
Obra no Corredor da Vitória é embargada para evitar dano ambiental
Técnicos da Sucom detectaram a queda de detritos de construção no mar

Da Redação 1 comentrio          

Técnicos da Secretaria Municipal de Urbanismo (Sucom) embargaram, nesta terça-feira (24), o empreendimento das construtoras Pereira Leite e Porto Victória, localizado no Corredor da Vitória, para evitar danos ao meio ambiente. Fiscais do órgão estiveram no local para realizar uma vistoria após denúncias de possível dano ambiental causado por deslizamento de terras e detritos de construção no mar.

A ação foi tomada com base no artigo 241, IV, da Lei Municipal 5503/99 (Código de Polícia Administrativo), que prevê que toda e qualquer obra pode ser embargada quando há risco de poluição ambiental. Durante a vistoria, técnicos da Sucom constataram que o deslizamento de terra foi causado pela alta da maré, que acabou provocando o assoreamento do local.

"Em matéria ambiental, devemos ter todo o zelo e cuidado e, se necessário, embargar e suspender o alvará de construção, de modo a permitir uma melhor análise de impacto, pois uma vez perpetrado o dano, este é de difícil reparação", declara o secretário da Sucom, Silvio Pinheiro.

O responsável pela obra foi notificado para apresentar à Sucom, no prazo de 24 horas, uma solução para o caso. Em março deste ano, a construtora foi notificada para construir um muro de contenção nas proximidades do mar, que foi erguido apenas parcialmente.​



Notcias Relacionadas

  • Meio Ambiente: a morte anunciada da Lagoa dos Patos

  • Podas irregulares de árvores podem gerar multas de até R$ 50 mil

  • Queima de lixo em áreas urbanas é crime ambiental

  • Ministério do Meio Ambiente libera R$ 730 mil para recuperação de nascentes na Bahia

  • Grupo da Ufba representará o Brasil em competição de corte simulada em Direito Ambiental

  • Aplicativo registra atropelamento de animais nas estradas

  • OAB Bahia discute proibição da vaquejada pelo STF

  • Resíduos de óleo vegetal coletados na Ufba vão servir à produção de biodiesel

  • Brasil terá santuário de elefantes na Chapada dos Guimarães

  • O peso da pecuária para os gases-estufa

  • Britânicos reduzem em 85% uso de sacos plásticos

  • Delegacia de Proteção aos Animais, já!

  • Banho de mar: Inema aponta 11 praias impróprias para banho em Salvador e região metropolitana

  • Inema e PM apreendem madeira não licenciada em Muquém do São Francisco


  • ComentriosComentar Notcia
    LDV0HgOLibu
    01/03/2017 02:21
    Three Months? Does not seem like it was THAT long ago.I am glad you have these wodrenful reminders that you can touch, plus the reminders in your heart too.
    PUBLICIDADE






    PUBLICIDADE