Comunicar Mais      
Justiça suspende novamente aumento de impostos sobre combustíveisBrasil    Imprimir

18/08/2017 21:00
Justiça suspende novamente aumento de impostos sobre combustíveis
Previsão do governo é arrecadar mais R$ 10,4 bilhões com o aumento do PIS/Cofins sobre os combustíveis

Agência Brasil 0 comentrio          

A Justiça Federal no Distrito Federal suspendeu novamente hoje (18) o reajuste das alíquotas do Programa de Integração Social (PIS) e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) sobre a gasolina, o diesel e o etanol, anunciado pelo governo no mês passado. A decisão foi proferida pela juíza Adversi de Abreu.

No mês passado, em outra decisão, o juiz Renato Borelli também suspendeu o reajuste por entender que seria inconstitucional por ter sido feito por decreto e não por projeto de lei. Em seguida, a decisão foi derrubada pela segunda instância da Justiça Federal. A decisão foi proferida pelo desembargador Hilton Queiroz, presidente do tribunal, que atendeu a um recurso da Advocacia-Geral da União (AGU) contra a suspensão do reajuste.

A previsão do governo é arrecadar mais R$ 10,4 bilhões com o aumento do PIS/Cofins sobre os combustíveis, de modo a conseguir cumprir a meta fiscal de déficit primário de R$ 159 bilhões para este ano.

Por meio de nota, a AGU informou que ainda não foi notificada da decisão, mas já está analisando quais medidas serão adotadas.


Notcias Relacionadas

  • MAX EPR promete não ser mais um engodo entre os economizadores de combustíveis

  • Governo eleva a 8% mistura obrigatória de biodiesel no diesel comum

  • PIS - Pasep: governo libera hoje abono salarial de 2016 para nascidos em dezembro

  • Coprodução de produtoras baianas leva Ingra Liberato de volta à TV

  • Prefeitura remove demarcações irregulares de "pistão" em Cajazeiras X

  • A cidade do interior da Bahia que sofreu com uma epidemia de priapismo


  • ComentriosComentar Notcia

    Ainda no existem comentrios para esta notcia.
    Seja o primeiro a comentar!
    PUBLICIDADE






    PUBLICIDADE