Comunicar Mais      
Nova contagem revisa para 18 número de mortos em naufrágio em SalvadorGrande Salvador    Imprimir

24/08/2017 18:00
Nova contagem revisa para 18 número de mortos em naufrágio em Salvador
Núcleo de Assistência Comunitária irá disponibilizar equipe de psicoterapeutas para atendimento gratuito aos sobreviventes da tragédia

Agência Brasil 0 comentrio          

O Departamento de Polícia Técnica de Salvador (DPT) informou no fim da tarde desta quinta-feira (24) que 18 pessoas morreram em decorrência do acidente na Baía de Todos os Santos com a lancha Cavalo Marinho 1, que transportava 129 passageiros e quatro tripulantes. Segundo o órgão, nove corpos passam por identificação no Instituto Médico-Legal (IML) de Santo Antônio de Jesus, cinco estão no IML de Salvador e mais quatro corpos estão sendo levados para a capital baiana.

O capitão de Fragata da Capitania dos Portos, Flávio Almeida, informou que a Marinha encaminhou cinco corpos para o IML de Salvador e que não tinha informações sobre quantos corpos foram encontrados pelos outros órgãos de resgate. Por causa disso, ele confirmou que o número exato de mortos só poderia ser informado pelo IML, que recebe os corpos para identificação.

Mais cedo, a Capitania dos Portos informou que 23 pessoas tinham morrido por causa do acidente. A Secretaria de Saúde da Bahia informou que 100 pessoas foram atendidas em hospitais ligados à rede por conta do acidente.

Ainda não se sabe o número de pessoas desaparecidas. Equipes de resgate continuam no local em busca de outras vítimas com vida, o que já foi considerado improvável pelo coordenador do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Ivan Paiva.

Atendimento psicológico* - O Núcleo de Assistência Comunitária (NAC) irá disponibilizar sua equipe de psicoterapeutas para atendimento gratuito aos sobreviventes da tragédia. 

Segundo a psicóloga Thaiame Ferreira, as consequências psicológicas de um desastre, como o vivido pelas famílias das vítimas do naufrágio na Baía de Todos os Santos. "Tragédias se configuram sempre como uma fonte acelerada de estresse e representa uma ameaça à vida e fonte de destruição", observa.  

Ainda segundo Thaiame, "as contribuições da psicologia são muito importantes no tratamento das consequências psicológicas oriundas de um evento adverso vivido por um indivíduo, por uma comunidade ou cidades inteiras."

Sobreviventes e familiares das vítimas, que necessitem de auxílio psicológico, podem entrar em contato com o NAC através do: (71) 3012-1525, ou pelo email [nacbahia@outlook.com] 

*Redação Comunicarmais

 


Notcias Relacionadas

  • Vereadora pede auditoria de empresa que explora travessia Mar Grande - Salvador

  • Central de videomonitoramento é inaugurada em Vera Cruz-BA

  • Cargueiro de minério de ferro que saiu do Brasil afunda no mar do Uruguai

  • Britânicos reduzem em 85% uso de sacos plásticos

  • Estreia: Programa sobre Quadrilhas Juninas na TV Aratu vai ao ar sábado

  • Documentário Ouro Azul retrata riquezas da Ilha dos Frades

  • Morre aos 71 anos a atriz Elke Maravilha

  • Colômbia e Farc anunciam cessar-fogo bilateral e definitivo


  • ComentriosComentar Notcia

    Ainda no existem comentrios para esta notcia.
    Seja o primeiro a comentar!
    PUBLICIDADE






    PUBLICIDADE