Comunicar Mais      
Atenção à primeira infância mobiliza ação voluntária de oito multinacionaisBrasil    Imprimir

23/11/2017 23:00
Atenção à primeira infância mobiliza ação voluntária de oito multinacionais
Funcionários realizam atividades em centros educacionais de São Paulo em projeto promovido pela ONG United Way Brasil

Redação CM 0 comentrio          

Funcionários de oito multinacionais vão trocar o expediente no escritório, no próximo dia 24 de novembro, por aulas de contação de histórias, jogos e brincadeiras. Eles participam da ação voluntária Viva Unido, que destaca a importância da primeira infância para a melhoria da educação e desenvolvimento das crianças no Brasil.

A iniciativa é promovida pela ONG United Way Brasil e simboliza a união de voluntários, pais e pedagogos no esforço de melhorar a aprendizagem das crianças. A ação mobilizará mais de 130 funcionários de grandes empresas para qualificar espaços de brincadeiras nos Centros de Educação Infantil (CEI) Jardim São Luiz II e Parque Fernanda​, de Campo Limpo (SP), e também para participar das atividades lúdicas no local.

“Os voluntários criam uma trilha de brincadeiras e atividades lúdicas por todos os espaços físicos da escola, com estações de contação de história, jogos, ações de saúde e higiene, estimulando que as crianças aprendam a partir de atividades do dia a dia e da interação ao ar livre”, explica Paula Crenn Pisaneschi, gerente do projeto.

A iniciativa já acontece há 16 anos e em 2017 reúne voluntários de empresas como a P&G, Owens Illinois, Lilly, Lear Corporation, Morgan Stanley, Ecolab, Fundação Maria Cecília Souto Vidigal e Parthenon. “Muitos dos colaboradores das empresas já são voluntários no dia a dia, como doadores, mas esse tipo de ação gera envolvimento maior com as instituições e sensibilização com a educação da primeira infância”, conta Gabriella Bighetti, diretora da ONG no Brasil.

Após a ação, com a criação de novos espaços lúdicos, como a trilha do aprendizado, as famílias das crianças são chamadas para conhecer o resultado do trabalho dos voluntários. É neste momento que a equipe pedagógica da United Way desenvolve formações para que a família possa direcionar e participar do aprendizado das crianças a partir de seu cotidiano.

 

“É visível o resultado na segurança das crianças em ter a família como a base de quem pode confiar e do cuidado com ela”, relata Paula Crenn Pisaneschi, gerente do projeto. “Essa atenção ao desenvolvimento permite que as crianças tenham mais oportunidades e melhor desempenho na vida”, completa.


A metodologia das atividades integra o programa Crescer Aprendendo, que realiza formações a pais, familiares e funcionários das escolas. Entre zero e três anos de idade é a faixa em que as crianças estão mais receptivas às interações com o cotidiano e têm mais facilidade para aprender a assimilar conteúdos.

O Crescer Aprendendo está beneficiando cerca de 1200 crianças de 10 centros de educação infantil em São Paulo. O desafio atual é ampliar o alcance das ações a partir do próximo ano, chegando às regiões onde as dificuldades de aprendizado são mais acentuadas.

Em outubro, a Avaliação Nacional de Alfabetização, do Ministério da Educação, identificou baixos índices de leitura em todo o País – 54% dos estudantes de oito anos de idade tiveram resultado “insuficiente” na prova de 2016. No Norte, por exemplo, a avaliação do Ministério da Educação identificou que 70% dos alunos têm leitura insuficiente.

De acordo com os critérios da Avaliação, as crianças têm dificuldade de entender linguagem figurada, localizar informações no texto e inferir temas e objetivos de textos com mais de cinco linhas. Atenção, memória e análise de contexto são, justamente, algumas das habilidades cognitivas mais estimuladas durante a primeira infância.

Além da Leitura, o programa Crescer Aprendendo envolve outras áreas do aprendizado, como importância do brincar, comportamento e papel do pai, saúde e alimentação. A United Way é a maior instituição filantrópica do mundo. Ela existe há 125 anos e está presente em mais de 40 países. No Brasil, são 19 mil pessoas beneficiadas com projetos voltados para infância e juventude desde 2001.



Notcias Relacionadas

  • Renovação de matrícula na Educação Infantil de Salvador começa nesta sexta (1º)

  • Nova lei municipal define exigência de atestado médico em academias de Salvador

  • Metade dos cursos da Ufba avaliados pelo Enade tem conceito máximo

  • Abertas as inscrições para vagas remanescentes do Fies

  • Professores das quatro universidades estaduais paralisam atividades nesta quarta-feira (20)

  • Governo distribui livros para formação de professores da educação infantil

  • Estudantes podem usar Ambiente Web para manter ritmo de estudos durante o recesso

  • Centro Juvenil de Ciência e Cultura oferece vagas gratuitas para Oficinas de Férias

  • Alunos da rede estadual podem renovar matrícula até 30 de dezembro


  • ComentriosComentar Notcia

    Ainda no existem comentrios para esta notcia.
    Seja o primeiro a comentar!
    PUBLICIDADE






    PUBLICIDADE