Comunicar Mais      
Meio Ambiente: a morte anunciada da Lagoa dos PatosGrande Salvador    Imprimir

12/03/2018 00:09
Meio Ambiente: a morte anunciada da Lagoa dos Patos
Local já foi habitat de diversas espécies nativas, como peixes, cobras e até um jacaré, mas nos últimos anos, somente 36 aves sobreviviam em meio a pouca água esverdeada, lama e folhas

Wagner Ferreira 0 comentrio          

Mesmo depois de inúmeros apelos dos moradores do entorno da Lagoa dos Patos, na Pituba, o local, que já foi um oásis entre os edifícios do bairro nobre de Salvador, se transformou em miragem nas últimas semanas.

O lugar, que já foi habitat de diversas espécies nativas, como peixes, cobras e até um jacaré, nos últimos anos, abrigava somente 36 aves, que sobreviviam em meio a pouca água esverdeada, lama e folhas. Agora, o barro ressecado sinaliza que a morte se instalou por ali. 

Segundo moradores, uma das suspeitas da seca na lagoa é o aumento do número de poços artesianos, parte construída de forma irregular devido o aumento de edificações no bairro ao longo dos últimos 30 anos. 


A jornalista Heliana Frazão é moradora do local e principal defensora da revitalização da Lagoa dos Patos. Ela disse ter denunciado o descaso ao Ministério Público do Estado (MP-BA), no início de 2017, mas não teve resposta do órgão. “Pedi, em fevereiro, que eles confirmassem a nossa suspeita que indica aterramento do minadouro da lagoa por uma das construções no entorno. Isso fez com que a água secasse mais rapidamente, sobretudo nesse período de secas”, supõe Heliana. 

Em janeiro de 2017, uma força-tarefa formada pela vereadora Ana Rita Tavares (PMB), agentes da Prefeitura e do Zoológico de Salvador resgataram 20 gansos e 16 patos que ainda viviam na Lagoa dos Patos, no bairro da Pituba.

Naquela ocasião, os animais - levados para uma fazenda - estavam sendo ameaçados pelo baixo nível de água do local, que já sofria com secas seguidas.


Revitalização - Em 2013, Ana Rita havia pedido a recuperação da Lagoa dos Patos, que fica entre as ruas Piauí e Maranhão. Na época, ela apresentou projeto solicitando à Secretaria da Cidade Sustentável a criação de um programa de revitalização do ecossistema e conservação das áreas comuns da lagoa. 

De acordo com a parlamentar, a biodiversidade da Lagoa dos Patos está ameaçada desde o final de 2012 em decorrência de um processo avançado de seca que ameaça a fauna e flora locais. “Temos lá na lagoa peixes, gansos, patos, jacarés e tartarugas que estão correndo o risco de morte”, declarou Ana Rita. 

A vereadora lembrou ainda, que a Lagoa dos Patos é um espaço público de recreação e lazer para muitas famílias que moram em sua proximidade, já que o espaço conta com pista de cooper, equipamentos para atividades físicas e área verde abundante.



 

 

 



Notcias Relacionadas

  • A morte da Lagoa dos Patos

  • Moradores da Pituba fazem manifestação em favor de revitalização da Lagoa dos Patos

  • ​Força-tarefa resgata 36 aves ameaçadas pela seca da Lagoa dos Patos, na Pituba

  • Aplicativo registra atropelamento de animais nas estradas

  • Britânicos reduzem em 85% uso de sacos plásticos

  • Feira especial sobre saúde e sustentabilidade acontece neste sábado


  • ComentriosComentar Notcia

    Ainda no existem comentrios para esta notcia.
    Seja o primeiro a comentar!
    PUBLICIDADE






    PUBLICIDADE