Comunicar Mais      
Vídeo: peão morre após ser pisoteado por touro durante rodeio no ParanáBrasil    Imprimir

14/05/2018 20:00
Vídeo: peão morre após ser pisoteado por touro durante rodeio no Paraná
Socorristas tantaram reanimar o peão por 40 minutos durante, mas ele não resistiu veio a óbito

Redação CM 0 comentrio          

O peão de rodeio Giliard Antonio, de 24 anos, morreu na madrugada de segunda-feira (14) após ser pisoteado por um touro de 1 tonelada. O animal, que era explorado durante um rodeio realizado em uma feira agropecuária na cidade de Maringá (PR), pisoteou o homem no peito.

A Professional Bull Riders Brasil (PBR), empresa que promove rodeios, confirmou a morte de Giliard Antônio por meio de uma nota: 

"É com pesar que a PBR (Professional Bull Riders) Brasil e a Sociedade Rural de Maringá informam o falecimento do competidor Giliard Antonio, 24 anos, ocorrido durante o Monster Energy PBR em Maringá (PR), na noite de domingo, 13 de maio de 2018.

Todos os procedimentos necessários foram tomados pela equipe médica no local. A PBR Brasil e a Sociedade Rural de Maringá estão dando todo suporte à família do competidor. Pedimos aos fãs muitas orações".

Socorristas tantaram reanimar o peão por 40 minutos durante, mas ele não resistiu veio a óbito.

De acordo com o Instituto Médico-Legal (IML) de Maringá, a pata do animal atingiu Gilliard no peito o que provocou uma lesão no coração. Isto causou o rompimento de um músculo do órgão, provocando sua morte.


Assista ao vídeo:


 



Notcias Relacionadas

  • Emenda constitucional que autoriza vaquejadas é promulgada pelo Congresso

  • STF nega pedido de liminar do deputado Ricardo Izar para barrar PEC da vaquejada

  • Ato nacional contra a vaquejada mobiliza protetores de animais em Salvador

  • Rede Record aborda polêmica das vaquejadas na madrugada desta sexta

  • Fórum da Proteção Animal da Bahia discute proibição da vaquejada

  • OAB Bahia discute proibição da vaquejada pelo STF

  • Polêmica da proibição da vaquejada é debatida na TV Assembleia

  • Brasília: Ana Rita Tavares representa proteção animal da Bahia em Audiência Pública

  • Vereadora de Salvador classifica vaquejada como "circo de horrores" e elogia STF ao proibir prática

  • Supremo Tribunal Federal considera vaquejada ilegal


  • ComentriosComentar Notcia

    Ainda no existem comentrios para esta notcia.
    Seja o primeiro a comentar!
    PUBLICIDADE






    PUBLICIDADE