Comunicar Mais      
Brasil tem 1.248 casos suspeitos de microcefalia registrados em 311 municípiosCiência & Tecnologia    Imprimir

30/11/2015 16:30
Brasil tem 1.248 casos suspeitos de microcefalia registrados em 311 municípios
Pernambuco registra o maior número de casos seguido por Paraíba e Rio Grande do Norte

Agência Brasil 1 comentrio          

O Ministério da Saúde anunciou hoje (30) que investiga seis casos de mortes de crianças com microcefalia, supostamente relacionadas ao vírus zika. No sábado, o ministério confirmou a relação entre o vírus e casos de microcefalia, que aumentaram significativamente no país. Exames feitos em um bebê nascido no Ceará com microcefalia e outras malformações congênitas revelaram a presença do vírus em amostras de sangue e tecidos.

De acordo com o diretor do Departamento de Vigilância de Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, Cláudio Maierovitch, o país tem 1.248 casos suspeitos de microcefalia notificados, em 311 municípios. O estado de Pernambuco registra o maior número de casos (646), sendo o primeiro a identificar o aumento de diagnóstico de microcefalia na região. Em seguida, estão os estados da Paraíba (248), Rio Grande do Norte (79), Sergipe (77), Alagoas (59), Bahia (37), Piauí (36), Ceará (25), Rio de Janeiro (13), Tocantis (12), Maranhão (12), Goiás (2), Mato Grosso do Sul (1) e Distrito Federal (1).

Maierovitch destacou a importância da participação da sociedade no combate ao mosquito Aedes aegypti, que transmite além da dengue, o vírus Zika e a chikungunya. “Teremos que ter uma intensificação muito grande no combate ao mosquito e com um chamamento mais intenso da sociedade pois a ela compete as ações mais intensivas. Os prefeitos devem intensificar a limpeza urbana. Estamos em uma emergência de saúde pública”, disse Cláudio Maierovitch. Ele também informou que o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão garantiu que os recursos emergenciais serão priorizados, para combater o mosquito.

Para o diretor, não existe mágica para acabar com o mosquito vetor. "Infelizmente, conviveremos com esse problema por mais algum tempo", disse. Para ele, a confirmação da relação entre o vírus e a microcefalia mostram que as medidas de prevenção devem ser reforçadas. O diretor lembrou que as marcas de repelentes de inseto disponíveis no Brasil e aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) podem ser usados pelas gestantes.

 

 



Notcias Relacionadas

  • Zika: vírus pode ter sido trazido do Haiti por militares e não aumentou microcefalia

  • Plataforma Mosquito Zero vence competição que visa atrair investidores

  • Feira de saúde apresenta soluções para combater causas e consequências da Zika em Salvador

  • Aplicativo Mosquito Zero atinge marca de 1 mil downloads

  • Salvador lança aplicativo de enfrentamento ao Aedes Aegypti

  • Mais de 10 países confirmam transmissão de zika por via sexual

  • Mutirão realiza exames oftalmológicos em bebês com microcefalia

  • Bahia tem 180 casos suspeitos de microcefalia em 2015


  • ComentriosComentar Notcia
    MriVewEl
    01/03/2017 02:38
    Great article very well researched and very useful. I love your recipe books too! Just wondering about the last chart, ‘ Top 10 sources of veggie pr12ointe7; the values seem quite a bit higher than the protein levels I thought were present in those green foods….?
    PUBLICIDADE






    PUBLICIDADE