Comunicar Mais      
Abandonando o *buzu para andar de Peugeot AspiradoMotor    Imprimir

07/08/2018 23:08
Abandonando o *buzu para andar de Peugeot Aspirado
A história de superação do analista de sistemas que transformou seu primeiro carro em uma inspiração para amantes do automobilismo

Por Wagner Ferreira 0 comentrio          

Em busca de um automóvel para abandonar o perrengue de andar de *ônibus em Salvador, o analista de sistemas Cristian Privat, não imaginava que o carro que escolheria como um mero meio de transporte lhe traria tantos desafios. Ao visitar uma loja de carros usados, nenhum dos veículos em exposição o tinha agradado. Mas ao sair da revenda, se deparou com um pequeno carro azul: um Peugeot 106. Ele perguntou a um funcionário do estabelecimento se aquele pequeno hacht azul de 4 portas estava à venda. Cristian foi informado que o carro era da esposa do proprietário da loja, mas que ele fosse até o escritório para saber mais com o dono da loja de veículos.

Como um bom vendedor não se apega às coisas e, certamente, ele teve o aval da esposa na negociação, o negócio foi firmado. Iniciava ali uma longa relação entre o homem e sua máquina.

Cristian utilizou o carro por cerca de 5 anos. Até a aquisição do automóvel, ele nem dirigir sabia; o carro foi também a sua escola, inclusive de mecânica, logo, por ser um veículo usado, seus problemas começaram a surgir, e, em 2010, depois de suscetivos problemas mecânicos, Cristian abandonou o azulzinho. “Em meados de 2010, o carro começou a apresentar problemas com perda de força em aclives e nas retomadas, ao ponto de me impedir de levar um único carona, caso o trajeto incluísse subir uma ladeira”, resumiu. 

Diante de tamanha frustração, Cristian começou a pesquisar sobre preparação de carros e avaliar a possibilidade de transformar o Peugeot 106 em um carro preparado, similar aos das pistas de competição, mas com um orçamento bem mais modesto. 

Mesmo morando em Salvador, uma cidade com pouca tradição automobilística, tendo sua qualificação máxima no currículo a realização de sete etapas da Stock Car - realizadas no Centro Administrativo da Bahia (CAB), por conta de a terceira maior capital do País não ter um autódromo, e encerrada em 2017, quando o Governo do Estado não quis mais dar continuidade ao evento alegando não ter R$ 1mi – e uma corrida da Fórmula Renault, em 2005, Cristian, com suas esperanças renovadas, inteligência e a ajuda de amigos, deu início ao Projeto Peugeot 106 1.6 Aspirado, confira no vídeo e conheça o Manco:  
  













__________________________________________________________________

Leia mais:
 
Project Cars #339: começa a preparação do meu Peugeot 106 1.6 aspirado!

 


Notcias Relacionadas

  • Peugeot se prepara para comprar a Opel da GM, criando gigante europeu de automóveis


  • ComentriosComentar Notcia

    Ainda no existem comentrios para esta notcia.
    Seja o primeiro a comentar!
    PUBLICIDADE






    PUBLICIDADE