Comunicar Mais      
 
Ana Rita Tavares deixa legado de respeito a todas as formas de vidaOpinião    Imprimir

31/12/2020 23:59
Ana Rita Tavares deixa legado de respeito a todas as formas de vida


Por Wagner Ferreira 0 comentário          

Eleita vereadora de Salvador com uma vitória expressiva nas eleições de 2012 (10.039 votos) Ana Rita Tavares não chamou a atenção só pelos números, mas também pela bandeira que escolheu representar logo ao estrear na política partidária: a defesa dos animais. Até então, nenhuma outra pessoa ousou representar politicamente esses seres em solo baiano e quem, anonimamente, os defendiam.

De lá pra cá, a parlamentar propôs projetos importantes na defesa da fauna e flora urbanas, bastante impactadas pelo desenvolvimento especulativo de uma grande capital como Salvador. 

Ana Rita foi a primeira que trouxe o projeto Castramóvel à capital baiana. A ideia já exitosa em outras cidades, visava reduzir a população de cães e gatos de rua por meio da esterilização. 

Em seus 8 anos como parlamentar, ela propôs e aprovou projetos de base importantes, que visam a implantação de uma política pública de atenção aos animais pelo Executivo municipal. A começar pela indicação ao prefeito da criação do hospital público veterinário gratuito e a vacinação em massa para cães e gatos. Também ficou proibido por lei a exposição e venda de animais em vitrines e gaiolas. 


Já a Lei 9.499/2019 (há 1 ano à espera de regulamentação da Prefeitura) pune quem agredir, encarcerar, manter animais presos em corda ou corrente curta; abandonar ou praticar rinhas, utilizar cães para segurança privada, usar animais em circos ou espetáculos, praticar zoofilia entre outros. A pena varia entre advertência e multa, que pode ser de R$ 1 mil a R$ 100 mil. 
Outro projeto de Lei, orienta para a retirada gradativa de veículos de tração animal em Salvador, entre tantos outros que estão em vigor e seguem mudando comportamentos antes tidos como normais, a fim de tornar Salvador uma cidade mais humana.

Sua trajetória ficará marcada como alguém que chamou a atenção do poder público ao ser a voz de cidadãs e cidadãos, que a levaram ao Paço Municipal, por entenderem, naquele momento, que era chegada a hora de a cidade ter alguém que representasse os interesses de seres que não sabem falar. E assim foi. Muito foi feito, mas ainda falta muito para chegar próximo do ideal. 

Após a passagem de Ana Rita pela Câmara Municipal, vai ser difícil imaginar alguém que olhe um animal de rua com indiferença. A semente foi plantada. Já há colheita dos frutos, e viva aos animais!

Wagner Ferreira é jornalista e coordenou a campanha de Ana Rita Tavares à Câmara Municipal de Salvador em 2012

 

  


Notícias Relacionadas

  • Câmara concede título de utilidade pública à Associação Brasileira Protetora dos Animais - ABPA

  • Jornalista Levi Vasconcelos recebe título de cidadão de Salvador

  • Ativistas pelos direitos dos animais pedem delegacia especializada a Rui Costa


  • ComentáriosComentar Notícia

    Ainda não existem comentários para esta notícia.
    Seja o primeiro a comentar!
    PUBLICIDADE






    PUBLICIDADE