Comunicar Mais      
 
Projeto oferece 120 bolsas integrais em curso de Programação do ZeroGrande Salvador    Imprimir

23/04/2021 22:00
Projeto oferece 120 bolsas integrais em curso de Programação do Zero
Treinamento formará desenvolvedores de Software Jr com conhecimentos em front, back-end e soft skills

Redação CM 0 comentário          

Em parceria com a Prefeitura de Salvador e a escola de tecnologia Cubos Academy, a startup de delivery iFood está disponibilizando 120 bolsas integrais para o curso Programação do Zero. Desse total, 18 delas são exclusivas para a capital baiana, com o objetivo de formar pessoas que não teriam acesso à educação em tecnologia e conectá-las à demanda atual do mercado de trabalho. 

O curso é voltado para pessoas com renda familiar per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo. Além disso, no mínimo, 50% das bolsas serão destinadas a mulheres, 50% a pessoas negras, 30% a parceiros iFood (entregadores, donos ou funcionários de restaurantes) e 15% para residentes em Salvador. Não é necessário conhecimento prévio em programação para se inscrever no curso. 

As inscrições para a primeira etapa do processo seletivo estão abertas no
site da Cubos Academy até o dia 30 de abril. A seleção vai ocorrer em três etapas: o preenchimento de um formulário, a participação de um desafio prático e uma entrevista com a equipe da Cubos Academy. As aulas em formato virtual terão início no dia 31 de maio e prosseguirão até o final de novembro.

O projeto recebe o apoio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Emprego e Renda (Semdec). A pasta será uma das responsáveis por divulgar o curso, fazer o encaminhamento de candidatos cadastrados no banco de dados do Serviço Municipal de Intermediação de Mão de Obra (Simm) para as vagas e tentar alocar os alunos formados no mercado de trabalho após o curso. 

“Essa parceria é um marco para o início de várias outras formações nas carreiras digitais para a nova economia daqui para frente. Ela representa muito economicamente para Salvador, pois há uma nova legião de profissionais que queremos formar, e é mais especial ainda por ser uma parceria com uma empresa baiana, que é a Cubos Academy, e por todo o aspecto da acessibilidade”, afirma Leandro Lima, diretor da Salvador Tech, uma das diretorias da Semdec. 

Como parte do programa Treinar para Empregar, lançado no mês passado, a Semdec está ampliando as parcerias com a iniciativa privada, com o Sistema S (Sebrae, Senai e Senac), faculdades e instituições com o intuito de oferecer cursos que estejam inseridos no contexto econômico atual e na tendência do mercado de trabalho. Além disso, espera-se, com iniciativas como essa, fomentar o desenvolvimento tecnológico na cidade, transformando Salvador em um polo de tecnologia do país. 

Inclusão – Segundo a coordenadora de Políticas Públicas do Ifood, Tayara Calina, a parceria para a oferta das vagas faz parte de um dos compromissos da startup de formar 25 mil pessoas em tecnologia no país. “O Mercado de Tecnologia tem muito a ganhar se a gente conseguir aumentar a diversidade e a capacitação nessa área. Até por isso, a iniciativa surge para mostrar ao jovem da periferia que ele pode alcançar outras carreiras. Além do mais, sabemos que o iFood faz parte do dia a dia das cidades, por isso, é importante apoiar o poder público na construção de soluções como essa”, afirma. 

O CEO da Cubos Academy, José Messias Junior, acredita que a educação é fundamental para que grandes mudanças aconteçam na sociedade. “Por isso, estamos felizes em somar forças com o iFood em prol desse propósito e dispostos a realizar parcerias com outras empresas", acrescenta. Segundo ele, a iniciativa visa tornar o mercado de tecnologia mais inclusivo e diverso, além de oferecer uma oportunidade para que pessoas de baixa renda superem a crise causada pela pandemia. 

Conteúdo – Ao final da formação, os estudantes se tornarão Desenvolvedores de Software Jr, com conhecimentos em front e back-end. Durante o curso, haverá também a aprendizagem de soft skills, que são as habilidades interpessoais exigidas pelo mercado. 

As pessoas que estiverem desempregadas ao concluir o curso poderão atuar na Residência de Software da Cubos Academy, onde darão continuidade à especialização trabalhando com projetos e clientes reais. Com a residência, os alunos são remunerados, ganham experiência e enriquecem o portfólio com o desenvolvimento de projetos reais.


Notícias Relacionadas

  • Vitória recruta estudantes para estágio em Tecnologia da Informação


  • ComentáriosComentar Notícia

    Ainda não existem comentários para esta notícia.
    Seja o primeiro a comentar!
    PUBLICIDADE






    PUBLICIDADE