Comunicar Mais      
 
Mulheres do crime: quatro são presas por tráfico de drogas em IrecêSeguran?a    Imprimir

03/12/2021 20:31
Mulheres do crime: quatro são presas por tráfico de drogas em Irecê
Em Salvador, outra mulher, com uma arma e produtos comprados com cartões roubados, está à disposição da justiça

Redação CM 0 comentário          

Quatro mulheres foram presas em flagrante por tráfico de drogas, na quinta-feira (2), em Irecê, por equipes da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE) do município. O grupo estava em um imóvel, onde a polícia apreendeu 33 porções de cocaína e a quantia de R$ 740.
 
Uma das mulheres também teve um mandado de prisão preventiva por homicídio cumprido. Ela é suspeita de envolvimento na morte do professor Maikon Wesley Evangelista Brito de Barros, ocorrida na cidade de Mundo Novo. Ele desapareceu no dia 7 de abril e teve o corpo localizado em 12 de maio. 
 
De acordo com o titular da DTE/Irecê, delegado Alex Nunes Rocha, as prisões ocorreram durante incursões realizadas pela Polícia Civil para localizar quatro criminosos foragidos da carceragem da Delegacia Territorial (DT), daquele município.
 
“Recebemos uma denúncia de que a companheira de um dos foragidos estaria no local e poderia ter auxiliado na fuga dos presos, passando informações sobre a movimentação no entorno da unidade policial”, explicou o delegado.
 
O material apreendido seguiu para a perícia e as mulheres, que foram submetidas a exames de lesão corporal, estão à disposição da Justiça. “Seguimos com as diligências para recapturar os foragidos”, informou Alex Nunes.
 
Equipes da DT e da 14ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), de Irecê, além da Coordenação de Apoio Técnico à Investigação (Cati/Chapada) também participaram da ação

Mulher flagrada com pistola e produtos comprados com cartões roubados

Diligências de investigadores da 9ª Delegacia Territorial (DT) da Boca do Rio, com o objetivo de apurar denúncias de estelionato, culminaram, na quinta-feira (2), na prisão em flagrante de uma mulher com uma pistola .40, cartões e documentos de terceiros, além de utensílios domésticos e cosméticos comprados por meio de transações fraudulentas.

O delegado Carlos Roberto de Freitas, explicou que a suspeita, de 38 anos, integra uma quadrilha que, após roubar cartões e documentos, efetua compras pela internet utilizando esses dados. O flagrante foi realizado em um imóvel, no bairro do Uruguai, utilizado para receber os produtos adquiridos nas lojas virtuais.

“Apuramos que ela também seria responsável por fazer a adulteração dos documentos”, acrescentou o delegado. Na 9ª DT/Boca do Rio, a mulher foi autuada por posse ilegal de arma de fogo e receptação.

As investigações e diligências prosseguem com o objetivo de desarticular o grupo criminoso. A mulher deve passar pela audiência de custódia da Justiça.


 


Notícias Relacionadas

  • Policial Militar é baleado no Bairro da Paz

  • ​Audiência pública discute violência contra protetoras de animais na Câmara de Salvador

  • Escritoras baianas são protagonistas de nova série para Televisão

  • Vereadora Ana Rita se solidariza com a morte de parlamentar e seu motorista no Rio de Janeiro

  • Bloco feminista desfila contra o machismo e a misoginia no Rio de Janeiro

  • SPM e GMS firmam parceria para curso de defesa pessoal para mulheres


  • ComentáriosComentar Notícia

    Ainda não existem comentários para esta notícia.
    Seja o primeiro a comentar!
    PUBLICIDADE






    PUBLICIDADE